quarta-feira, 27 de março de 2013

Pressão alta na gravidez: o que fazer?



421074 Os maus hábitos alimentares estão diretamente ligados com o aumento dos niveis de pressão arterial. Pressão alta na gravidez: o que fazer?
Os maus hábitos alimentares estão diretamente ligados ao aumento da pressão arterial.
Grande parte das gestantes pode desenvolver um aumento da pressão arterial durante a gravidez. Para compreender melhor o que fazer diante dessa situação, daremos algumas informações a respeito desse grave problema de saúde.
Definição da hipertensão arterial na gravidez

A hipertensão arterial na gravidez é determinada quando a gestante apresenta um aumento na pressão arterial, sem que antes tenha apresentado esse problema. Segundo dados, cerca de 7% das gestantes podem apresentar esse distúrbio. Ele pode ser divido em duas formas: pré-eclampsia e eclampsia.
Pré eclampsia: ocorre um aumento da pressão arterial acompanhada de eliminação de proteína pela urina. Geralmente acontece no início da gestação, em torno da 20 semana. É necessário que haja uma intervenção nessa fase, caso contrário pode evoluir para eclampsia.
Eclampsia: é o estágio final da doença e se caracteriza por elevados níveis de pressão, associado a outras manifestações, como convulsão e inchaço. É a fase em que a vida da mãe e do bebê está em risco iminente de morte.
Causas de hipertensão arterial durante a gravidez

Especialistas no assunto afirmam que não existe uma causa específica que possa justificar oaumento da pressão arterial durante a gravidez. O que se sabe é que ela pode ser resultado de uma má adaptação do corpo materno com sua nova condição (gerar um novo indivíduo). Além disso, existem outras causas que poderão estar associadas:
Alimentação desequilibrada;
Excesso no consumo de sal;
Sedentarismo.


O aumento da pressão arterial está presente em cerca de 7% das gestantes.
Quadro clínico da hipertensão arterial durante a gestação

Além do aumento da pressão arterial, a gestante também poderá apresentar alguns sinais e sintomas como:
Dores de cabeça;
Dores abdominais;
Escotomas (visão com pontos brilhantes);
Inchaço pelo corpo.
O que fazer para evitar o aumento da pressão arterial?

Para que a gestante consiga manter os níveis de pressão nos valores normais, separamos algumas dicas:
Beba bastante água e evite o abuso de sal na alimentação;
Realize repouso;
Evite o estresse diário;
E o mais importante, nunca falte na consulta do pré-natal! A realização desse acompanhamento é essencial para que a gestante seja avaliada em relação a evolução da gravidez, contribuindo para um melhor controle de possíveis alterações na saúde.

A realização do pré-natal é essencial para analisar possíveis transtornos durante a gestação.

A hipertensão arterial durante a gestação é uma complicação que acomete em torno de 7% de todas as gestantes. Geralmente o aumento da pressão está associado aos maus hábitos alimentares da futura mamãe. É importante ressaltar que esse problema pode comprometer tanto a saúde da gestante, quanto do bebê que está sendo gerado. Portanto, para que a gestação ocorra da melhor forma possível, sem intercorrências, é de extrema importância que se realize um pré-natal adequado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário