segunda-feira, 16 de junho de 2014

Por que sentimos medo ao falar em público?




O medo é um sentimento que pode ser utilizado tanto para a defesa do ser humano ( estou com medo de pular de determinada altura, pois não tenho certeza das conseqüências, portanto , não o faço e assim me protejo), como ser um fator inibidor ou paralisante (gosto muito de determinada garota(o), mas tenho medo de me aproximar e iniciar uma conversa, não é uma situação de perigo, mas mesmo assim, é mais seguro ficar parado, porém, perco a oportunidade de conhecer a pessoa que tanto quero!).

O medo de falar em público funciona relativamente dessa forma. O público (que pode ser de 3 pessoas, uma sala de aula com 30 pessoas ou 3 mil pessoas) é algo não familiar, sem intimidade. Ou seja, desconhecido. Expor opinião, o ato de falar, de ser observado, de ser analisado, interpretado e julgado por pessoas “não familiares” gera medo, insegurança! Algumas pessoas conseguem superar esse medo (ou seja, não ficam paradas) e desenvolvem com mais facilidade o ato de falar em público. Outras não.




As pessoas que têm medo de falar em público normalmente sofrem com isso. Têm vontade de falar, de se expressar, de “ mostrar que existe e que está ali”, mas o medo as impede. Basta notar os efeitos físicos dos medrosos que se arriscam a falar. Alguns gaguejam, outros suam frio, o coração bate acelerado e o raciocínio não consegue ser organizado.

Não é feio nem errado não conseguir falar em público. Ou seja, ninguém precisa se sentir culpado por passar por isso. Existe o medo, resta enfrentá-lo para mudar esse quadro.

Algumas técnicas podem ser aplicadas. Manter a respiração estável alivia e com o tempo ajuda a desaparecer os sintomas físicos citados anteriormente. Manter o raciocínio (pensamento) focado somente na idéia ou no objeto verbal exposto é recomendado. Estabelecer uma postura corporal confortável antes da exposição, de outra forma, se adequar fisicamente para ser observado auxilia bastante ( para que não haja desequilíbrio, também causado pelo medo).

O principal é a auto-confiança. Ninguém precisa se preocupar com o julgamento dos outros, ou seja, com “o que ele pensa de mim”. Auto-confiança é estar seguro e satisfeito com “quem eu sou e o que eu penso sobre mim”. Enfim, superar o medo de falar em público é não se preocupar com a reação do outro à minha manifestação. E, para superar, é preciso agir.

Quem é dominado pelo medo, pode começar a se arriscar a falar em público. Aos poucos vai-se descobrindo que essa sensação de desespero ou fobia é por algo que realmente não existe e está somente nas confirmações psicológicas da pessoa envolvida pelo sentimento.


FONTE: http://www.curiosidadesinteressantes.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário