segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

CELULAR COM VÍRUS ?


Desde 2004, quando o primeiro vírus para celular foi descoberto, até o ano de 2010, o número de pragas para celulares cresceu mais de 1.000%, segundo a empresa de segurança F-Secure. O seu aparelho pode ser o próximo a ser contaminado.


Hoje, já são contabilizados mais de 500 tipos de vírus. A maioria deles (80%) são cavalos-de-tróia. Spams e spywares, ao contrário do que se possa imaginar, são minoria (4%). Na mira das pragas, estão os celulares com tecnologia Bluetooth, responsável por 70% das contaminações e as mensagens multimídia (MMS).


Um levantamento recente mostra que existem mais de 160 milhões de aparelhos celulares no Brasil e cada vez mais eles estão se parecendo com computadores portáteis porque suportam qualquer tipo de programa e podem estar realizando qualquer atividade, existem que funcionam também como pendrive e assim poderá estar armazenando todas as coisas no próprio celular ou no cartão de memória.


Então se determinado arquivo estiver infectado passaras para o celular colocando assim o vírus por todo o sistema dele e na hora em que for conectar em outros computadores o vírus vai se propagar novamente, só que algumas pessoas podem ficar totalmente despreocupadas porque os somente os celulares mais avançado como os Smartphone podem ter o vírus de celular esses modelos tem tecnologia para ter alguns aplicativos diferentes.


Usuários de smartphones rodando Android ou Symbian têm à disposição uma variedade de softwares e serviços de segurança, contando com rastreadores e outras funções antirroubo. Há, também, os tradicionais antivírus Pc´s, com versões para celular, tais como Kaspersky, McAffe, F-Secure e Norton, entre outros.



Já que esses celulares “inteligentes” estão cada vez mais comuns, a tendência natural é a de que vírus apareçam para essas plataformas. Mas a situação de hoje é diferente daquela em que estavam os PCs quando os vírus começaram a aparecer junto da popularização dos computadores. Apesar dos milhões de celulares em operação, a ameaça ainda é muito pequena.




Quais os riscos que esses vírus podem oferecer ?


Todas as atividades que você deveria fazer com seu celular são manipulações que podem mostrar-se vulneráveis : ler e gerenciar seu correio eletrônico, navegar, fazer downloads. A contaminação se efetua assim quando você recupera um vírus diretamente ou é infestado por um arquivo que baixa e já está infectado. Assim, se por azar você for infestado, impossível de lhe dizer exatamente qual o nível de estrago no seu celular. As disfunções variam de acordo com a origem, das capacidades, da potência e das características do programa. No pior dos casos os riscos são, por exemplo:
perder os dados,
encontrar arquivos corrompidos,
transmitir informações privadas sem que você de dê conta,
que sua bateria esvazie em um piscar de olhos.


fonte:http://infdicasbrasil.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário