quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Como melhorar a conexão Wi Fi


A maioria dos roteadores wireless costuma vir com um padrão de fábrica que utiliza a faixa de frequência de 2,4GHz. Logo, esta pode ser a mesma faixa utilizada pelo aparelho do seu vizinho, por exemplo. Isso sem falar em alguns eletrodomésticos (telefones sem fio, secadores de cabelo, aspiradores de pó etc, por exemplo) que também funcionam na mesma frequência, o que pode gerar “conflitos” na intensidade do sinal WiFi e ocasionar instabilidade na conexão.
Mas este é um problema que pode ser resolvido com o programa inSSIDer. Nele é possível modificar o canal de frequência para fazer com que não haja mais interferências de outros aparelhos no seu sinal. Com o aplicativo, também é possível visualizar gráficos que medem a intensidade da rede e ainda definir o nível de segurança da conexão. Outro programa conhecido, porém mais limitado, para realizar a mudança de frequência é o NetSumbler.
Outro ponto que influencia no recebimento do sinal é a posição do roteador. Quanto mais distante do computador, mais fraco o sinal será captado, o que deixa a conexão lenta. Paredes grossas e objetos metálicos grandes também podem reduzir o alcance da rede WiFi.
Logo, se você tem um notebook e o utiliza em vários cômodos da sua casa, deixe o roteador numa área central da residência e, de preferência, sobre uma estante ou algo que o deixe no alto. Caso você possua dois computadores em quartos diferentes (por exemplo), o recomendado é, além de deixá-lo numa posição elevada, mantê-lo num ponto equidistante entre estes equipamentos.
É bom também lembrar da importância de ter o software do seu roteador sempre atualizado para garantir a boa qualidade de transmissão e recebimento de dados. Informe-se mais no site do fabricante do seu aparelho, onde provavelmente haverá arquivos disponíveis para download e instalação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário